Breaking News :

nothing found
August 21, 2019

Trabalho freelancer proporciona liberdade de horários

O freela pode ganhar dinheiro sem sair de casa – até parece, mas não é proposta milagrosa.

Já pensou em trabalhar sem precisar bater ponto, usar uniforme ou mesmo sair de casa? Acha que é impossível? Pois essa é a realidade de um trabalho freelancer. Com horários flexíveis, pagamento por demanda e prazos a combinar com o contratante, o freela tem uma rotina com mais liberdade qualidade de vida.

Apesar de não ter carteira assinada ou direito a férias e décimo terceiro salário, o freelancer pode fazer dinheiro de acordo com seu tempo e sua disponibilidade. O pré-requisito é ter boa organização e comprometimento com os prazos, além de qualidade no trabalho. Confira como você pode conseguir um serviço assim.

Um serviço freelancer exige tanta dedicação quanto um trabalho fixo. Foto: iStock, Getty Images

O que é necessário para um trabalho freelancer?

Existem diversas áreas de trabalho freelancer, desde o desenvolvimento de software até tarefas artesanais. Por ser tão abrangente, cada função tem suas restrições e vantagens. Porém, de modo geral, é possível elencar alguns requisitos básicos para quem deseja ser freela.

Capacidade de trabalhar sozinho

Seu ambiente de trabalho será sua casa. Nesse caso, você trabalhará com seus próprios recursos e sozinho. Se você se sente bem assim e rende mais, então essa é uma das maiores vantagens. No entanto, caso você prefira um ambiente com colegas para trocar ideias e orientação de um chefe, melhor optar por outro trabalho.

Organização

A disciplina é o principal requisito para o trabalho freelancer. Não apenas para os prazos, mas também para a qualidade do produto que você entregará, é preciso estabelecer uma rotina. É bastante comum que os profissionais desistam do trabalho ou sejam dispensados porque não conseguem dar conta dos compromissos que assumiram.

Mesmo sem um horário fixo, o freela precisa se comprometer e organizar sua demanda de trabalho. O principal motivo de insatisfação dos contratantes é a falta de responsabilidade e de dedicação do profissional. Por isso, faça uma agenda que contemple seu horário de trabalho e os compromissos sociais e em família. Ser freelancer é um exercício diário de disciplina.

Além disso, o freela não trabalha menos que os outros. Muito pelo contrário, ele pode trabalhar tanto quanto ou ainda mais que os profissionais das empresas. Noites, madrugadas e dias inteiros podem ser comprometidos em função do trabalho.

Finanças controladas

Não é só no trabalho freelancer que a organização é exigida, mas na vida financeira também. Como você recebe pelo produto que entrega, precisa sempre ter uma reserva e não fazer contas que não poderá pagar.

Não há benefícios como vale-refeição, plano de saúde, férias, décimo terceiro e outras gratificações comuns em empregos fixos. Por isso, não há tanta segurança do dinheiro. Poupar é essencial.

Quer saber como ser freela?

Você pode encontrar um trabalho freelancer divulgando suas habilidades nas redes sociais ou acionando seus contatos. Depois de fazer um trabalho, pode pedir que o cliente recomende seus serviços e, assim, criar sua agenda de referências. É importante também montar um portfólio e divulgá-lo nos seus grupos de amigos.

Outra forma é buscar sites especializados, como classificados online. Milhões de pessoas utilizam esses portais, que oferecem vagas principalmente para designers e programadores de computador.

E você, toparia trabalhar num freela? Deixe seu comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para conferir dicas de bem-estar e ficar por dentro de todas as novidades do Bbjovem.

admin

Read Next

A inovação nasce ao pesquisar os consumidores

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *