contato@comunicabc.com.br

24 de abril, 2024

Descubra a inovação no e-commerce e aproveite-a

compra e venda no e-commerce

O e-commerce é uma modalidade de compra e venda que faz muito sucesso entre os consumidores e se tornou uma forma de ter o próprio negócio para quem deseja empreender.

A compra e venda de produtos é realizada por meio de plataformas online, e atualmente existem lojas virtuais de diferentes setores e com as transações realizadas totalmente pela internet.

Esse tipo de comércio surgiu em meados de 1960, nos Estados Unidos, tendo como principal foco a troca de arquivos de solicitações de pedidos.

Basicamente, servia apenas para que o dono do negócio soubesse que o cliente tinha interesse em solicitar determinado produto. Ele surgiu quando as companhias de telefone e internet começaram a usar o Eletronic Data Interchange.

Essa ferramenta se popularizou, e na década de 1990, duas grandes empresas começaram a se interessar pelo sistema, sendo a Amazon e o Ebay. No Brasil, as primeiras lojas virtuais surgiram em 1996.

No ano de 1999, os consumidores começaram a demonstrar mais interesse pelas compras online de livros e outros artigos. Atualmente, comprar e vender pela internet se tornou um hábito.

Mas para que a loja virtual seja um sucesso, é necessário inovar, por isso, este artigo vai mostrar como a inteligência artificial está sendo usada no e-commerce, as vantagens da realidade aumentada e a revolução trazida pelos pagamentos móveis.

Também vai mostrar quais são as principais tendências em logística e de que maneira as redes sociais estão influenciando o e-commerce.

O uso da inteligência artificial no e-commerce

A inteligência artificial está sendo utilizada no e-commerce para personalizar a experiência de compra dos clientes. Isso é feito por meio de recomendações de produtos, tendo como base o histórico de compras e os dados comportamentais.

Essa tecnologia também pode ser usada para otimizar o processo de busca e filtragem de produtos, fazendo com que a navegação seja muito mais fácil e intuitiva.

Uma loja virtual de película protetora automotiva também pode usar a inteligência artificial para fazer análise de dados e fornecer insights valiosos para seu funcionamento, de modo a compreender as preferências e hábitos dos clientes.

Outra aplicação serve para identificar fraudes nas transações e garantir mais segurança para a compra e venda online.

A inteligência artificial é muito útil porque está mudando o modo como as plataformas e-commerce interagem com os consumidores, fazendo com que a experiência seja personalizada, segura e eficiente.

Vantagens da realidade aumentada

A realidade aumentada é outra tecnologia que pode ser usada no e-commerce e que traz diversos benefícios para os consumidores. Entre eles estão:

  • Aumenta o engajamento;
  • Aumenta o tempo de navegação;
  • Experiência imersiva;
  • Aumento da satisfação.

A realidade aumentada consegue melhorar o engajamento do cliente, tanto para uma empresa especializada em descarte de tinta quanto para uma loja virtual.

A empresa pode contar com filtros para que as pessoas compartilhem nas redes sociais os testes que fizeram com produtos e ouvir a opinião dos seguidores.

O uso desse recurso garante mais tempo de navegação dos visitantes no site, algo que influencia o ranqueamento e a relevância nos resultados de pesquisa.

Ao promover uma experiência imersiva, a marca consegue encantar o consumidor, fazendo com que ele volte a comprar mais vezes ou indique a loja virtual para outras pessoas.

Coletar os dados referentes aos hábitos e necessidades dos clientes é fundamental para oferecer descontos em produtos específicos e garantir a satisfação do consumidor após a compra.

A revolução dos pagamentos móveis

Os pagamentos móveis são os principais responsáveis pela revolução do e-commerce, visto que estão se expandindo muito além das opções tradicionais.

Hoje em dia, o cliente pode usar as carteiras digitais, como no caso do Google Play, para fazer suas compras. São opções que trazem mais segurança e rapidez no pagamento e facilitam a aquisição de diferentes produtos.

Atualmente, também é possível comprar qualquer coisa na internet, como kit gás natural veicular, por meio das criptomoedas. Elas estão ganhando cada vez mais espaço e realizam transações globais sem intermediários.

Principais tendências logísticas

O e-commerce também possui algumas tendências logísticas que devem ser acompanhadas pelos empreendedores. Entre as principais estão:

Entregas rápidas e eficientes

O consumidor moderno é cada vez mais imediatista, por isso espera receber os produtos o quanto antes. Diante dessa realidade, as empresas estão investindo em soluções logísticas eficientes, como o uso de drone.

Outra tendência é investir em veículos elétricos para entregas em áreas urbanas e ao mesmo tempo reduzir a emissão de poluentes. A inteligência artificial também pode ser usada para otimizar rotas e reduzir prazos de entrega.

Com esses recursos, a empresa consegue prever a demanda e ajustar as rotas para que as entregas sejam mais eficientes. Além do mais, a tecnologia pode ser usada para garantir a segurança dos produtos, pelo rastreamento em tempo real.

Entrega personalizada

Não importa se a pessoa comprou motor de partida ou qualquer outro tipo de produto, ao fazer compras na internet, os consumidores esperam entregas personalizadas.

Geralmente, as preferências estão relacionadas ao horário ou ao local onde o produto deve ser entregue, e é justamente por isso que muitas plataformas de vendas estão oferecendo entregas personalizadas.

Parcerias estratégicas

O comércio eletrônico busca fazer parcerias estratégicas para melhorar a logística, tendo como parceiras as agências e empresas de tecnologia.

Uma das práticas mais interessantes é contar com transportadoras locais que fazem entregas em determinadas regiões, desse modo, fica mais fácil aproveitar a experiência da organização e adotar rotas mais adequadas.

Também é interessante recorrer às empresas de tecnologia porque elas melhoram a eficiência das operações logísticas.

Algumas organizações estão usando o blockchain para rastrear produtos em todas as etapas da cadeia de suprimentos, o que traz mais segurança e transparência.

Entregas internacionais

Assim como um fabricante de catraca para padaria pode exportar seus produtos, as plataformas de e-commerce podem fazer entregas internacionais. Aliás, esse tipo de venda é cada vez mais comum, mas traz alguns desafios.

Para superá-los, muitas lojas estão fazendo parcerias com empresas especializadas nesse tipo de entrega, pois são mais experientes ao lidar com taxas alfandegárias e regulamentação de importação e exportação.

Muitas também contam com tecnologia para fazer o rastreio das entregas internacionais e garantir que elas cheguem aos clientes dentro do prazo.

Além do mais, algumas lojas virtuais contam com armazéns estratégicos em diferentes países com o intuito de reduzir o prazo de entrega e os custos de envio.

A influência das redes sociais

As redes sociais têm um impacto muito grande no e-commerce, visto que por meio delas é possível acompanhar as mudanças no comportamento do consumidor.

Antigamente, negócios de todos os setores, como uma oficina especializada em faixa anti trombada, dependiam exclusivamente da TV, do rádio e de outras mídias offline para se comunicar com os consumidores.

Com a chegada das redes sociais, essa comunicação se tornou muito mais rápida, e hoje em dia os consumidores podem falar e ouvir as empresas, e eles gostam de interagir.

Isso é muito benéfico para as marcas porque elas conseguem entender o que agrada o público e identificar tendências de consumo. Para as lojas virtuais, estar presente nas redes sociais é uma forma de acompanhar as mudanças no comportamento do consumidor.

É uma maneira de conquistar mais visibilidade para o negócio, pois, de acordo com uma pesquisa realizada em 2022 pela We Are Social, o Brasil tem quase 172 milhões de usuários ativos.

As estratégias offline, como banner para sorvete na porta da loja, continuam sendo muito eficientes, mas para impactar o público em larga escala, é fundamental estar presente nas redes sociais.

O e-commerce também consegue ter acesso a um público mais segmentado, tendo em vista que as redes sociais servem justamente para conectar pessoas que possuem interesses em comum.

De modo geral, as pessoas que acompanham a loja virtual nessas plataformas possuem interesses em seus produtos e serviços, e por meio de uma audiência segmentada, fica mais fácil aumentar a taxa de vendas.

Uma plataforma e-commerce especializada em uniforme para auxiliar de cozinha deve estar presente nas redes sociais porque elas também ajudam a engajar os consumidores, afinal, são canais de relacionamento.

O negócio consegue criar pontos de interação e conexão, e por meio de conteúdos relevantes, consegue envolver os consumidores.

Considerações finais

O consumidor moderno já percebeu todas as vantagens de comprar pela internet e as vendas dentro dessa modalidade não param de crescer.

Por se tratar de um recurso totalmente online, pode aproveitar diferentes tecnologias, como no caso da inteligência artificial e a realidade aumentada para melhorar a experiência do consumidor.

Os pagamentos móveis trazem mais liberdade para que o cliente escolha como quer pagar, assim como a personalização na entrega.

Para fortalecer ainda mais o vínculo com os consumidores e garantir o sucesso da loja virtual, as redes sociais podem ser usadas como meio de comunicação e atendimento. Com tudo isso, fica mais fácil fazer o e-commerce crescer.Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Tags:

Redação BB jovem

Redação BB jovem

O BB jovem é um portal que traz as principais artigos e noticias para te ajudar. Trazendo dicas e muito conteúdo de qualidade.

Está Gostando? Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos publicados​