contato@comunicabc.com.br

24 de abril, 2024

Cuidados essenciais que devemos ter com cães idosos diariamente

cães idosos

Adaptação do ambiente, por exemplo, pode ser necessária para cães com dificuldade de locomoção

Assim como nós humanos, os animais domésticos também passam pelo processo de envelhecimento, sendo que, no caso dos cães isso acontece entre os 7 e 10 anos de idade a depender do seu porte.

Sendo assim, quem é tutor de um pet idoso precisa estar atento às mudanças que podem acontecer e, principalmente, ao que pode ser feito para tornar a vida do seu companheiro mais tranquila, seja trocando a casinha para cães para um modelo mais acessível ou mesmo oferecendo-lhe uma ração própria para sua idade.

Hoje vamos trazer as principais informações a respeito dessa nova fase do seu amigo de quatro patas, como os sinais que o cachorro dá quando está envelhecendo, mas principalmente como lidar com toda essa mudança, sempre com o mesmo carinho que lhes foi oferecido durante toda a vida.

Identificando um cão idoso

A classificação de um cão como idoso depende de muitas variáveis, como porte do animal, raça e os sinais físicos de envelhecimento do organismo. Cachorros de grande e médio porte, por exemplo, são considerados idosos a partir dos 7 anos, ao passo que cães de pequeno porte entram nessa fase com 10 anos.

De modo geral, porém, existem indicativos dessa mudança de faixa etária comuns a todos os animais. São eles o aparecimento de pelos brancos ou grisalhos em todo o corpo, em especial no focinho, diminuição do ritmo das brincadeiras, aumento do tempo de sono, dificuldade na locomoção e aumento ou diminuição do peso.

A maior sensibilidade ao calor e ao frio, a mudança no apetite (come em demasia ou menos que o habitual), a maior dependência dos tutores (carência excessiva), bem como dificuldades para ouvir e enxergar e episódios de confusão também podem indicar que o animal está envelhecendo.

O problema é que o processo de envelhecimento também está atrelado, muitas vezes, ao desenvolvimento de problemas como perda da audição, da visão e, em alguns casos, dos dentes; artrite e artrose; incontinência urinária; tumores (malignos ou benignos); bem como alterações metabólicas.

Como cuidar de um cão idoso?

O primeiro passo para cuidar de um animal idoso é fazer o acompanhamento veterinário. Só o profissional poderá indicar com certeza se o seu pet entrou, de fato, nessa fase da vida e quais os cuidados necessários a partir daí. Veja as principais medidas que podem ser adotadas para dar mais qualidade de vida ao seu cãozinho.

Alimentação adequada

Nesse período da vida, o animal costuma ter necessidades especiais, inclusive na alimentação. Sendo assim, veja com o veterinário qual a dieta mais indicada para o seu cachorro. No mercado atual, já existem rações sênior, por exemplo, que são próprias para animais idosos.

Adaptação do ambiente

A depender da situação, pode ser que o animal precise ter o seu ambiente adaptado, como em casos de dificuldade de locomoção por conta de problemas articulares, ósseos ou de visão. Veja o que pode ser feito para tornar a rotina do seu pet mais segura, como uso de rampas de acesso e de tapetes antiderrapantes.

Estímulo a brincadeiras

O cachorro idoso tende a ficar mais quieto e, consequentemente, mais sedentário. Portanto, estimule o seu pet com brincadeiras e, sempre que possível, leve-o para passear. Pode ser que o ritmo seja mais lento, mas é necessário que o animal se movimente, dentro das suas capacidades.

Carinho e respeito à nova fase

Por último, mas não menos importante, é preciso que os tutores de cães idosos estejam dispostos a dar-lhes o mesmo carinho que foi oferecido ao longo de toda a sua vida – às vezes, até mais –, sempre respeitando o tempo do animal. Com tudo isso, você estará oferecendo os melhores cuidados para o seu melhor amigo.

Tags:

Redação BB jovem

Redação BB jovem

O BB jovem é um portal que traz as principais artigos e noticias para te ajudar. Trazendo dicas e muito conteúdo de qualidade.

Está Gostando? Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos publicados​