contato@comunicabc.com.br

18 de maio, 2024

Ração úmida ou seca? Entenda qual a melhor para o seu animal de estimação

Ração úmida ou seca? Entenda qual a melhor

A escolha da ração para pets não deveria se tornar um dilema. Ao contrário, o ideal é que o proprietário saiba o que está levando para casa e a quantidade certa para servir no comedouro para gatos ou cães.

Opções variadas estão à venda nos pets shops e fica a dúvida: ração úmida ou seca? Qual é a melhor para o seu companheiro de quatro patas? No caso dos gatos, há quem prefira a versão úmida, mas antes de decidir, vale conhecer melhor ambos os tipos. Confira!

Ração seca e seus benefícios

Esse é o tipo mais comum de ração, ou seja, é fácil de encontrar e existem muitas marcas à venda. Tem maior durabilidade e pode ter grãos pequenos ou grandes, tudo depende do tamanho do animal.

Além da durabilidade, uma das grandes vantagens é que essa ração é difícil de estragar, mas vale comentar que ajuda na saúde dental, evitando o acúmulo de tártaro.

O preço também costuma ser mais acessível e não pesa tanto no bolso, mas, no caso dos gatos, servir só a ração seca pode contribuir para problemas nos rins. Ainda assim, vale comentar que o problema não é a comida e, sim, a quantidade de água ingerida pelos felinos diariamente.

Como desvantagem está a questão de não ser muito indicada para pets idosos ou bastante novos. No primeiro caso, além de o alimento ser pesado para o sistema digestivo, eles têm dificuldade na mastigação. Para os filhotes muito pequenos, o problema é a dentição incompleta.

Ração úmida e seus benefícios

A queridinha dos donos de gatos, a ração úmida tem odor agradável e é fácil de mastigar. Contém mais água em sua composição, por isso, é indicada para animais que não têm o hábito de beber muito líquido ao longo do dia ou moram em regiões mais quentes.

As principais vantagens de oferecer esse tipo de ração para o pet incluem: o sabor, o estímulo ao apetite, o aroma e a contribuição para manter o cão ou gato hidratado.

Também é ideal para os animais idosos, já que eles podem desprezar a ração simplesmente por não sentirem o cheiro do alimento e porque é mais fácil de mastigar. A desvantagem mais visível do produto é o preço.

Em comparação com a ração seca, a quantidade vinda no sachê é menor e a durabilidade também. Após aberta, a ração úmida deve ficar na geladeira e precisa ser consumida em poucos dias. Além disso, ela não ajuda no combate ao tártaro e até pode contribuir para o seu surgimento.

Qual oferecer para o pet?

Para que seu cão ou gato tenha uma alimentação equilibrada, o ideal é oferecer um misto das duas rações. Afinal, ambas possuem vantagens e desvantagens, então, não há porque excluir uma delas.

O pet é filhote e está na troca de dentição? Além da ração seca própria para filhotes, inclua algumas refeições com ração úmida (também para a idade dele). Se for um adulto, pense em oferecer a versão úmida como um petisco, exceto se ele tiver o hábito (ruim) de não tomar água. Aí vale dar mais dessa opção.

Para os idosos, a sugestão é muito semelhante à dos filhotes. Como o olfato tende a estar comprometido, assim como os dentes, tente oferecer mais ração úmida no dia a dia. A ideia é estimular o apetite e fazer com que o pet receba todos os nutrientes necessários.

Uma dica importante: ofereça rações conforme a fase de vida do cão ou gato. Filhotes precisam de comida própria para sua idade, assim como adultos e idosos. Além disso, deixe um pote com água por perto, para estimular que o seu companheiro de quatro patas se hidrate.

Tags:

Redação BB jovem

Redação BB jovem

O BB jovem é um portal que traz as principais artigos e noticias para te ajudar. Trazendo dicas e muito conteúdo de qualidade.

Está Gostando? Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos publicados​